Caindo no Mundo surgiu com a ideia de compartilhar com meus amigos e familiares minha jornada em uma viagem e um intercâmbio no início de 2018. Durante os meses que fiquei fora do Brasil não consegui colocar um site legal no ar e isso me desmotivou um pouco, e apesar de continuar com vontade de escrever sobre minha experiência, abandonei um pouco a ideia. Voltei para o Brasil, com muitas histórias para contar depois de ter vivido experiências incríveis, eu decidi pegar pesado e colocar o site no ar.

Fato importante nesta caminhada, é que alguns anos antes da decisão de fazer um intercâmbio, eu tive depressão e síndrome do pânico. Quando estava quase colocando este site no ar, decidi que deveria fazer um site para falar sobre isso, para levar informação de forma simples para as pessoas. Acabei juntando as duas idéias, após perceber que elas poderiam se complementar de forma leve.

Além de compartilhar nossas lindas experiências de viagem, escrevo sobre a incrível transformação pessoal e o autoconhecimento que a viagem proporciona. Escrevo também sobre os aspectos emocionais que envolvem as viagens (saudades, insegurança, medo) – pré e pós embarque.

Sou Tânia Moreira, 31 anos, biomédica. Trabalhando para pagar minha faculdade, descobri minha paixão pelo 3º setor. Pouco após minhas crises de ansiedade, estudei psicanálise e descobri muito sobre o ser humano, o quanto somos incógnitas. No meu intercâmbio, passei por um processo intenso de autoconhecimento que ainda não terminou e, espero eu, nunca terminará. Dentre outras coisas, enxerguei que não poderia trabalhar apenas para receber meu salário. Tenho como proposito de vida ajudar as pessoas e enquanto puder aliar meu trabalho a isso, estarei realizando um sonho.

Vem comigo, cair no mundo?