Hoje é o dia dia Mundial das Tartarugas Marinhas: quer saber como ajudar a conservá-las? Uma das maneiras mais simples de ajudar é pelo aplicativo chamado Turt, um projeto da SOS Tobago e SpeSeas, onde os usuários podem relatar avistamentos de tartarugas marinhas em terra ou no mar.

Michelle Cazabon-Mannette, uma das diretoras da SpeSeas (juntamente com a exploradora da National Geographic Diva Amon, de Trinidad), conta que os mergulhadores são um dos principais grupos-alvos do aplicativo, para ajudar no monitoramento offshore.

A maioria dos dados das ilhas é coletada durante a nidificação e inserida em bancos de dados organizacionais e nacionais. Grande parte é financiada por passeios de observação de tartarugas, uma maneira acessível de conhecer a espécie de perto.

Voluntários locais e internacionais, por sua vez, são a espinha dorsal do trabalho de monitoramento. A ONG Nature Seekers recebe o maior número de voluntários do exterior. Embora eles e outras organizações recebam suporte operacional para trabalhos como entrada de dados e marketing, a maior necessidade está no campo, o que pode ser extenuante.

“Você sai à noite, caminha longas distâncias, fica exposto aos elementos, a mosquitos, moscas da areia e chuva. É um trabalho muito difícil, fisicamente desgastante”, relata Lalsingh.

As atividades designadas podem variar conforme a experiência, níveis de compromisso e aptidão física. Mas após o treinamento, os voluntários de campo quase invariavelmente focalizam-se em garantir que as tartarugas que nidificam possam chegar à praia e desovar com sucesso, coletando dados do processo e cuidando das tartarugas feridas ou doentes.

Algumas tartarugas chegam feridas ou comprometidas de alguma forma – com cordas ou equipamentos de pesca enrolados em volta delas, nadadeiras feridas ou faltando, ou com outras lesões da vida no mar (uma foi atingida por uma lança de um peixe-agulha, por exemplo). Os voluntários precisam trabalhar rapidamente para socorrer os animais de emergência, seja desembaraçar, limpar feridas ou ajudá-los a cavar ninhos.

Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.